Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > II Festival de Artes acontece no campus
Início do conteúdo da página Notícias

II Festival de Artes acontece no campus

Evento aconteceu no dia 22 de novembro com uma programação bastante animada.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 02/12/2019 17h48
  • última modificação 02/12/2019 17h48

O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Santa Inês realizou no dia 22 de novembro o II Festival de Artes, com o tema África Brasil: as artes sob uma perspectiva Afro-Brasileira. O festival fechou a programação da IV Semana de Consciência Negra, e teve como foco principal um mergulho na cultura afro-brasileira, revisitando desde a diáspora africana para o Brasil até os aspectos relacionados ao ranço do processo de escravidão no Brasil, como o racismo, a desigualdade igualdade social pautada da cor da pele, e as políticas de ações afirmativas, que visam combater as distorções sociais causadas pelo processo de diáspora e escravização dos negros africanos.

A apresentação do festival foi de responsabilidade das turmas do 1º e 2º ano dos cursos técnicos integrados, que se organizaram em torno de apresentações envolvendo danças com ritmos relacionadas à temática do evento, bem como apresentações musicais e produções literárias. Para dar embasamento aos alunos na composição das coreografias, as aulas de Educação Física envolveram aulas expositivas e oficinas de ritmos relacionados à cultura negra com Hip Hop, Reggae, dança de salão, Afoxé, Tambor de Crioulae outros ritmos. A ideia foi de conscientizar, através das emoções, a comunidade acadêmica e a sociedade em geral de Santa Inês sobre a história e a luta do negro no Brasil.

A mesa de abertura foi composta pelo professor do Campus Santa Inês, Franklim Cordeiro, pelos professores de dança, Romário Silva, Pietra Caires e Anete Rodrigues e pelo dançarino e integrante da Companhia de Dança Mariocas. Ramon Costa relatou que “o que o campus está fazendo é muito importante para a cabeça desses alunos, isso tem que acontecer sempre, todo dia é uma história, e não só no dia da consciência negra, trazendo pessoas que, através da música, possam abrir a cabeça desses jovens. Eu acredito muito nesses projetos, que tiram os jovens do celular e os envolvem em diversos assuntos, na produção de um evento desse porte, tendo mais união e trabalho em grupo, parabéns pela iniciativa e à toda equipe do IFMA. Eu já fui para fora do país por conta de projetos como esses, mudei para o Rio de Janeiro através de iniciativas como essas”, destacou.

Anete Rodrigues comentou que desde o início do projeto, entre os dias 12 e 13 de novembro, em que estive com os alunos, me envolvi tanto que emprestei roupas para as apresentações e foi incrível, o envolvimento dos movimentos como: tambor de crioula e zumbi dos palmares, foi um prazer participar de um evento de arte tão maravilhoso assim”. Romário Silva ressaltou que, com a dança, “a gente acaba fazendo com o corpo o que não faz com a voz”. Gostei muito da receptividade dos alunos conosco, ainda mais nessa faixa etária, que seguem cada um do seu jeito, e com nossa participação, eles acompanharam direitinho e fizeram bonito aqui, fizeram com sentimento, com amor e foi extraordinário”.

O II Festival de Artes foi um evento elaborado pelos professores de Educação Física, História, Português e Artes, tendo uma Comissão Organizadora formada pelas professoras Ana Karine Miranda, Tayane Trajano e Roberta Lobão respectivamente. Também estiveram presentes no evento, o diretor-geral, Aristóteles Lacerda, os servidores, colaboradores e familiares de alunos e servidores na quadra do campus.

registrado em:
Fim do conteúdo da página