Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Campanha orienta alunos sobre como agir em caso de assédio
Início do conteúdo da página Notícias

Campanha orienta alunos sobre como agir em caso de assédio

Campanha “Não é Não!” de combate e prevenção ao assédio sexual no IFMA realizou palestras no campus
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 17/09/2019 09h17
  • última modificação 17/09/2019 09h17

Com foco no combate e prevenção ao assédio sexual no Instituto Federal do Maranhão (IFMA), a Campanha “Não é não!” realizou palestras no Campus Santa Inês, com a subprocuradora jurídica do IFMA, Ângela Bárbara Lima Saldanha Rego. A roda de conversa, promovida nos dias 4 e 5 de setembro, buscou sensibilizar os alunos sobre a importância de denunciar os casos de assédio e abuso sofridos dentro e fora da instituição, bem como observar todos os sinais de alertas e oferecer ajudar através dos canais de denúncias.

Bate-papo com a subprocuradora jurídica Ângela Bárbara Lima Saldanha Rego chamou a atenção dos alunos

O objetivo da campanha é criar uma rede de apoio e vigilância para ajudar as vítimas e inibir os casos de assédio. As rodas de conversas foram realizadas tanto com os alunos dos cursos técnicos quanto superiores do campus. Foram destacados os conceitos de assédio, formas, tipos, o assediador, os alertas e como prevenir. O bate-papo ocorreu  no auditório do campus, com uma participação expressiva dos estudantes, que tiraram dúvidas e até mesmo relataram casos ocorridos com colegas, amigos e/ou familiares.

Para a estudante Ana Laura Aires, do curso de Informática, a palestra chamou atenção pelo fato da campanha tratar de um assunto tão importante, que é o assédio sexual. “E ainda mais, ajudar a nos defender no âmbito da escola. A palestrante nos encorajou dizendo que, quando a gente se sentir “acuada”, deve falar imediatamente a um superior. Também explicou sobre a diversidade, que ajuda a respeitar sobre a sexualidade que não é nossa”, disse.

Já o aluno Pedro Lucas Pinheiro, do curso Logística, destacou que a personalidade descontraída da palestrante colaborou para que todos falassem sobre o tema. “Comparada aos demais, e aos pais, por ter a cabeça aberta, contou vários fatos da vida dela e de projeto feitos com outras procuradoras. Gostei da frase “Não é Não”, explicita bem o que é o assédio, que quando mulheres e até mesmo homens não querem, e outros forçam. Ela contou ainda sobre a cartilha, que gostei bastante”, comentou.

Onde denunciar

No IFMA, as denúncias podem ser enviadas por meio do Canal da Ouvidoria ou para a Comissão de Ética.

  • Ouvidoria: por meio do siteou pessoalmente na Ouvidoria Institucional, localizada na Reitoria do IFMA. Telefone: (98) 98421-1007.
  • Comissão de Ética: por meio de formulário próprio, disponível no site da Comissão de Ética, para o e-mail etica@ifma.edu.brou comparecendo, com aviso prévio via e-mail, perante a Comissão de Ética, também localizada na Reitoria.

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página