Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Tech week é realizado no Campus Santa Inês
Início do conteúdo da página Notícias

Tech week é realizado no Campus Santa Inês

Evento de inclusão da tecnologia e da informática no meio educacional aconteceu entre os dias 19 e 23 de agosto.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 02/09/2019 16h48
  • última modificação 06/09/2019 16h13

Tendo em vista a necessidade de inclusão da tecnologia e da informática no meio educacional para transformação e desenvolvimento sociocognitivo dos jovens da região do Vale do Pindaré, o Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Santa Inês realizou no período de 19 a 23 de agosto a primeira edição da Tech Week (Semana de Tecnologia). O evento foi organizado por estudantes e professores do curso superior de Engenharia da Computação do campus, em colaboração com os alunos do curso técnico de Informática.

Pensado e idealizado para comemorar o Dia Internacional da Informática (15 de agosto) e seus valores agregados, o evento, que está em sua primeira edição e foi organizado pela primeira turma de Engenharia da Computação do campus, trouxe como tema: “Impulsionando a inovação: perspectivas e desafios para a região do Vale do Pindaré”.

Na cerimônia de abertura esteve presente o diretor da Diretoria de Desenvolvimento Educacional, Professor Francisco Pessoa Junior, a  chefe de Departamento de Ensino, professora Alcione Lino, o coordenador do Curso de Engenharia da Computação, professor Emanuel Cleyton Lemos, o coordenador do curso subsequente em Informática, Professor Gerson Lobato, além de convidados e alunos.

Durante os cinco dias da Tech Week, o público participou de minicursos, oficinas e palestras. Marlon Pereira Farias é professor de Informática do campus e foi um dos discursistas da mesa redonda na abertura do evento, seguido dos professores,João Damasceno e Gerson Lobato, que discutiram a importância do estudo da disciplina de algoritmo nas séries fundamentais. Os professores refletiram a compreensão do desenvolvimento de habilidades e competências em sala de aula, impulsionando o desenvolvimento cognitivo a estímulos para resolução rápida de problemas no estudo da matemática.

O cronograma de atividades seguiu com palestras, minicursos e oficinas que foram ministrados tanto por profissionais do campus quanto externos. O técnico de laboratório da área de Informática, Mikeias Morgado, ministrou uma palestra sobre o BOOTSTRAP.

O BOOTSTRAP é uma ferramenta capaz de criar sites e sistemas responsivos que podem ser visualizados em qualquer resolução de tela sem deformação do layout e sem perda de informação. O professor Gerson Pessoa também ministrou uma palestra, que abordou a construção de projeto baseado em testes de modelos SaaS (Software as a Service – Software como Serviço) de código aberto.

Os minicursos voltados para a área da robótica chamaram a atenção do público, onde foram apresentados os conceitos de robótica dirigida aos jovens e a efetividade e praticidade na construção de inovações. Programação de microcontroladores foi outro minicurso ofertado que visou a aprendizagem rápida e pratica em relação à construção de programação para projetos utilizando microcontroladores.

Voltado a área dos negócios, o professor Luiz Aurélio ministrou o minicurso Power BI, que objetivava apresentar um painel de controle e monitoramento de indicadores estratégicos, gerencias e operacionais de uma organização, que podem auxiliar a tomada de decisão do gestor, aumentando a produtividade. Luís Claudio Brito é designer do IFMA e atua na Fábrica de Inovação. Ele ministrou uma oficina tecnológica da APPLE, integrando o manuseio de drones e conhecimento de Ipads.

O encerramento aconteceu no auditório do campus, com a participação da professora Bianca Marques, mestra em ciência da computação e MBA em Gestão de Pessoas, que falou sobre os indivíduos com formação multidisciplinar e flexível, aqueles que dominam novas ferramentas, idiomas e competências emocionais, o chamado Profissional 4.0.

O aluno Mairon Martins, que estava na organização, falou um pouco sobre o evento e disse que, a priori, todos estavam se preparando para algo simples e que toda a personalização de designer e layouts do material foi pensado e idealizado por eles o que compensou e otimizou o tempo e gastos. Disse ainda que o evento surpreendeu a todos os organizadores com a participação e interesse do público. “A repercussão e comentários positivos que tivemos nos deixou mais felizes, pois, mesmo sendo o nosso primeiro ano e ainda com toda a inexperiência, conseguimos concretizar algo bom em pouco tempo e certamente terá continuações, não só pela nossa turma, mas pelas outras que virão”, afirmou.

registrado em:
Fim do conteúdo da página