Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Mulheres Mil promove curso de Operador de Computador
Início do conteúdo da página Notícias

Mulheres Mil promove curso de Operador de Computador

O curso ocorrerá entre os meses de janeiro a março de 2019, nas tardes de segunda a sexta-feira.
  • Ascom, com informações do Campus
  • publicado 29/01/2019 11h06
  • última modificação 29/01/2019 11h11

O Instituto Federal do Maranhão – Campus Santa Inês – já iniciou as aulas do curso de Formação Inicial e Continuada (FIC) Operador de Computador, do Programa Mulheres Mil, que tem como público-alvo mulheres em situação de vulnerabilidade social. Atualmente, cerca de 15 alunas frequentam as aulas, que ocorrem no turno vespertino, no Laboratório de Informática do Campus.

O curso terá carga horária de 168 horas e ocorrerá entre os meses de janeiro a março de 2019, nas tardes de segunda a sexta-feira. Até o momento, duas disciplinas já foram ministradas. De acordo com o coordenador, professor Emanuel Cleyton Lemos, os professores voluntários estão cumprindo a carga horária com muita satisfação, sendo  perceptível a movimentação de interesse das alunas pelas aulas. O diretor do campus, professor Aristóteles de Almeida Lacerda, enfatiza que o curso vem para a superação de dificuldades e reconhecimento do valor da mulher, visto que ela tem uma veia forte de transformação.

Maria da Silva Amorim conta que viu o anúncio na televisão, mas não deu importância. “No entanto, quando cheguei no trabalho, minha patroa pediu para uma colega fazer minha inscrição, pois seria uma boa oportunidade para participar desse curso. Percebi que o programa me traria mais conhecimento”, diz a aluna, acrescentando que o Mulheres Mil irá somar muito em sua vida, até porque os professores são pacientes em ajudar.

A primeira versão do curso Operador de Computador, do Programa Digitando uma Nova História, foi ofertada através da parceria estabelecida entre o IFMA, Ministério Público e o Sistema Penitenciário do Maranhão, cujo público-alvo, foi formado por dez internos da Unidade Prisional de Santa Inês, que cumpriram pena de detenção.

registrado em:
Fim do conteúdo da página